09/07/2018

Brasileiro é reeleito por aclamação presidente do Codex Alimentarius

Guilherme Costa, auditor Fiscal Federal Agropecuário, comanda comissão da ONU sobre regulação de alimentos.


codex alimentariusO veterinário brasileiro Guilherme Costa, servidor do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, foi reeleito ontem (3) para a presidência da Comissão Codex Alimentarius. A comissão é responsável por definir padrões internacionais para a produção, controle, verificação e comercialização de alimentos. Esses padrões alimentares e textos relacionados visam proteger a saúde dos consumidores e garantir práticas justas no comércio de alimentos. Guilherme Costa se comprometeu a continuar priorizando os trabalhos do organismo internacional de acordo com as propostas definidas pelos países membros relacionadas à segurança dos alimentos e às práticas leais de comércio.

A reeleição ocorreu por aclamação, procedimento adotado quando todos os países concordam com a escolha de um mesmo nome e nenhum outro membro lança candidato para concorrer pelo cargo. A decisão ocorreu durante a 41ª Sessão da entidade, na sede da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), em Roma, na Itália.

Guilherme foi eleito para seu primeiro mandato em 2017. O Brasil e a América do Sul nunca haviam ocupado a Presidência do Codex Alimentarius. Antes de ser eleito presidente, ele já havia sido vice-presidente do órgão por três anos e, há mais de 25 anos, está envolvido com as atividades da organização.

O Codex Alimentarius conta com três vice-presidentes, Mariam Eid, do Líbano; Purwiyatno Hariyadi, da Indonésia e Steve Wearne, do Reino Unido.

O Codex Alimentarius foi criado em 1963 pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Atualmente, 189 membros fazem parte da entidade.

Guilherme Costa trabalha na Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio (SRI) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O veterinário já foi adido Agrícola da Missão Permanente do Brasil junto à OMC e a outras organizações econômicas em Genebra e tem mais de 35 anos de experiência nas áreas de negociação e regulação para a segurança dos alimentos.

Mais informações à imprensa:
Coordenação-geral de Comunicação Social
imprensa@agricultura.gov.br

Fonte: MAPA