facebook

06/03/2018

Ministério reafirma robustez do sistema de controle dos produtos brasileiros

A operação visa apurar indícios de irregularidades relacionadas à emissão de laudos por laboratórios privados.


frangoO Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e a Polícia Federal deflagraram hoje a terceira fase das operações iniciadas em março de 2017. Essa etapa está relacionada à suspeita de irregularidade em resultados de análises laboratoriais em alguns estabelecimentos registrados junto ao Serviço de Inspeção Federal e os fatos apurados se referem a período anterior às mudanças promovidas desde o início das operações.

A operação visa apurar indícios de irregularidades relacionadas à emissão de laudos por laboratórios privados. A Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA) conta com equipe de auditoria especializada que, atuando em conjunto com a Polícia Federal, pôde adicionar ferramentas de investigação para apurar eventuais irregularidades que poderiam comprometer o sucesso de programas higiênico-sanitários no Brasil.

O alvo principal da operação é a suspeita de alteração nos resultados de análises laboratoriais relacionados a critérios microbiológicos. Esses microrganismos, comuns na flora intestinal das aves, são destruídos na exposição a altas temperaturas, como nos processos de fritura e cozimento, mitigando os riscos no consumo.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento identificou, em 2017, possíveis irregularidades em análises laboratoriais de algumas unidades frigoríficas, o que resultou na suspensão de algumas plantas e a inclusão de outras unidades em Regime Especial de Fiscalização.

Os procedimentos adotados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento a partir dessa ação conjunta com a Polícia Federal são:

- Suspensão do credenciamento dos laboratórios alvos da operação, até finalização dos procedimentos de investigação, que poderão resultar no cancelamento definitivo do credenciamento;

- Suspensão cautelar de certificações das unidades frigoríficas investigados na tipificação de Salmonella spp. em desacordo com os parâmetros oficiais até a apuração dos dados coletados na data de hoje; e

- Aprimoramento de ferramentas de combate a práticas ilegais de análise laboratorial, possibilitando maior eficiência na detecção de não conformidades.

Finalmente, o Ministério da Agricultura reafirma que os procedimentos implantados a partir do início das operações, inclusive atendendo a sugestões de parceiros internacionais, reforçam a robustez do controle oficial e a qualidade dos produtos brasileiros.

Brasília, 5 de março de 2018

Fonte: MAPA

NOTÍCIAS

18/03/2019

Guia de elaboração de Plano APPCC - 1ª Parte

1ª Parte do guia traz o passo a passo para criação de um plano APPCC funcional e efetivo.

09/03/2019

ANUFOOD Brazil, versão nacional da Anuga, maior feira de alimentos do mundo, acontece em São Paulo

Feira de negócios exclusiva para o setor de alimentos e bebidas, que será realizada entre os dias 12 e 14 de março de 2019, das 10h às 19h, no São Paulo Expo, em São Paulo.

06/03/2019

Técnico administrativo: prorrogado prazo do concurso

Homologado em março de 2017, o concurso público com 78 vagas para o cargo de técnico administrativo foi prorrogado por dois anos.

04/03/2019

Alimentos: resultados de 2018 e prioridades para 2019

Em reunião com o setor regulado, a Gerência Geral de Alimentos apresentou seu relatório de gestão e os principais resultados alcançados.

04/03/2019

Certidão de venda livre: novo modelo já está em vigor

A mudança padroniza o documento e direciona a emissão para os órgãos competentes.

04/03/2019

Comitê Técnico de Programas de Autocontrole é instituído

Novo modelo de atuação das empresas deve vigorar em todas as cadeiras produtivas, defendeu a ministra Tereza Cristina durante evento no dia 21.

28/02/2019

Anvisa reavalia glifosato e descarta risco de câncer pelo consumo de alimentos

Mas admite possibilidade de problemas a produtores e ao meio rural em casos de aplicação indevida e vai abrir consulta pública para refazer regulamentação

27/02/2019

Aprovada consulta pública sobre glifosato

Resultado da reavaliação com novas regras para uso e aplicação do glifosato ficará disponível por 90 dias. Texto tem como base evidências científicas mais atuais.